Espresso Canastra
Fazenda Bom Sucesso
Origem Piumhi, MG
Produtor Luis Cláudio e Wander Guerra
Variedade Catucaí
Processo de produção Natural
Perfil de torra Média Escura
Sabor Notas de bala de leite, amêndoas e frutas secas
Acidez Média Cítrica
Finalização Longa e doce de chocolate amargo

Conheça o produtor por trás desse café

Sobre a Fazenda

Localizada na região da Serra da Canastra, famosa pela produção de queijos, os produtores Luís Cláudio e Wander descobriram um novo ouro na região: a produção de cafés de qualidade.

A Fazenda Bom Sucesso, fica no município de Piumhi, na região do Centro Oeste Mineiro. Pelo fato da região ter uma aptidão para produção de queijos de qualidade, o Sr. Wander iniciou sua atividades com o leite e só depois iniciou o plantio de café.

Na verdade, foi depois do trabalho de diagnose de qualidade do Dr. Flávio Meira Borém, da Universidade Federal de Lavras, que se despertou lá o interesse em melhorar a produção dos cafés, para obter qualidade diferenciada.

Foi na década de 70 que Wander começou na produção do café e foi ele mesmo quem covou a lavoura. Até hoje é ele quem controla tudo por lá, junto com seu filho Luís Cláudio. A fazenda já está na 4ª geração da família: as bisnetas do Sr. Wander já tem paixão pela produção e são a esperança da continuidade na cadeia de produção do café por lá.

A região da Serra da Canastra, está se desenvolvendo como uma nova região que produz cafés de muita qualidade, além dos queijos premiados.

Luís Cláudio tem realizado um manejo diferenciado, além do controle do solo, opta por realizar o trato nutricional da lavoura em uma linha mais natural, com utilização de composto orgânico.

A Fazenda Bom Sucesso criou um talhão de variedades distintas, que servirá para conhecer e avaliar as melhores cultivares adequadas para a região. Tudo isso voltado para a produção de cafés especiais.

Onde antes não havia tradição de se produzir cafés especiais, hoje o Wander e sua família fazem um manejo diferenciado, com redução de uso de defensivos e obtenção de resultados excelentes.

Nasce uma nova região de produção de cafés especiais que, com o bom manejo de pós colheita, cuidado com a planta e colheita, se diferenciam pela qualidade.

Isso tudo está atrelado também às pessoas envolvidas. Na fazenda existem vários projetos, inclusive o de fornecimento às famílias que trabalham na lavoura, de cafés frescos e de qualidade. Os funcionários consomem o que eles produzem e passam a entender, no sabor, a diferença do trabalho bem feito por eles. Só é possível produzir qualidade, se as pessoas envolvidas no processo entenderem, realmente, o que é qualidade na xícara.

Outro incentivo às pessoas que estão envolvidas na produção do café, foi a criação de hortas comunitárias nas casas dos funcionários, visando fornecer alimento de qualidade para quem mora na Fazenda. Além disso, Wander e Luís Cláudio já iniciaram o projeto de fruticultura, com a plantação de árvores frutíferas no entorno da fazenda, para que os funcionários possam produzir polpa e doces de fruta, como uma forma de incrementar a renda.

O retorno da venda de reciclados na fazenda também volta em forma de bônus para os funcionários, como uma forma de aumentar a renda e também de incentivar o descarte correto de lixo por lá.

A Fazenda Bom Sucesso se transforma em um lugar em que tudo é incentivo, tudo é em prol de melhorar a vida dos envolvidos e a produção do café.

Desde a cultura da década de 70 de produção do Wander, o que mudou foi o pensamento de que para sobreviver na cadeia do café, deveria ter alta produtividade, e pronto. Mas agora, a família tem a convicção de que qualidade é o futuro do café; que é possível ter produtividade e qualidade.

Tudo isso em prol de melhorar os processos na cadeia, melhorar a renda e, mais importante, melhorar o consumo da bebida através de um produto de excelente qualidade.

Sobre o Café

As lavouras da fazenda Bom Sucesso estão localizadas a 980m de altitude e o café escolhido vem de um lote que ressaltou doçura, durante toda a experiência de tomar este café: do aroma à finalização. O café é da variedade Catucaí, passou pelo processo natural, com colheita mecanizada. Seco até 11,5% de umidade, com descanso em coco nas tulhas de madeirite naval por 50 dias antes do processamento.

Possui fragrância e aroma de bala de leite. No sabor, apresenta notas doces, de bala de leite, amêndoas e frutas secas. Possui acidez média cítrica, corpo denso e uma finalização longa e doce.

Por apresentar um perfeito equilíbrio e uma doçura alta, para este café, o perfil de torra foi feito pensando em ser preparado, idealmente, no espresso. Todavia, pode ser apreciado em outros métodos, sem restrições.

Veja abaixo as certificações que essa fazenda possui:

Utz Bsca

E aí? Gostou do que viu?

Não perca tempo e adquira já o melhor café que você já fez.

Quero esse café R$ 29,80

Forma de pagamento

Mastercard
Visa
Amex
Elo
Diners
Hiper