Beija-flor
Síto União Capãozinho
Origem Piatã, BA
Produtor João Florentino Barbosa e Glayco Rege Ferreira Barbosa
Variedade Catuaí
Processo de produção Natural Fermentado
Perfil de torra Média
Sabor Notas de iogurte com mel, maçã, caramelo, lima e flor de laranjeira
Acidez Cítrica e málica
Finalização Longa e doce de morango

Conheça o produtor por trás desse café

Sobre a Fazenda

Glayco está na terceira geração da família na produção de café. O interesse dos filhos do Seu João Florentino em manter a tradição da família na produção de café acabou por criar um grupo familiar, com a união de três chácaras lado a lado, na cidade de Piatã, na Bahia.

Seu João Florentino toda vida trabalhou com café, de forma rústica e simples. Até que em meados do ano de 2009 virou a chave para começar na produção de café especial, quando seu filho Glayco retorna para a cidade, agora formado em agronomia. Desde então, foi iniciada uma nova era para a produção de cafés especiais: um exemplo de uma sucessão de sucesso na agricultura familiar.

Glayco começou a despolpar o café, trazer mais conhecimento na produção, além de aprimorar técnicas e outras modalidades de pós colheita para melhorar a qualidade e a produção de café. Desde sua formação, Glayco procura aprimorar seu conhecimento para produção de cafés especiais. O mapeamento da qualidade e as técnicas de pós colheita são aplicadas de forma exemplar, mantendo a qualidade dos lotes produzidos.

O resultado não demorou a chegar. Durante 2 anos, a família teve lotes que ficaram entre os melhores do Cup of Excellence, o concurso de qualidade de café mais renomado no mundo.

O segredo de tanto sucesso, Seu João Florentino confere a um fator de coisas.

Situado em Piatã- BA, na Chapada Diamantina, o sítio Capãozinho, de 5 hectares em seu total e 2 hectares de produção, tem o privilégio de estar em um dos terroir mais admirados por apreciadores de cafés especiais de todo mundo. A altitude de 1.340m é um dos fatores primordiais para tanto sucesso. Os solos férteis e as temperaturas amenas permitem um desenvolvimento dos frutos de maneira mágica e única, trazendo excelência em sua expressão sensorial.

Diante de tantas oportunidades, se faz jus a colheita seletiva, onde somente os frutos no ponto máximo da maturação fisiológica são colhidos. A colheita seletiva é feita em até quatro repasses.

Para o Seu João Florentino e seu filho Glayco, Piatã representa muito bem a Bahia com café de qualidade. Cafés que são plantados lá classificam bem nos mais altos concursos de qualidade. Seu João Florentino e Glayco tem muito amor por sua terra e ela tem retribuído os dois com o 10º colocado no Cup of Excellence em 2010. Já em 2018 duas amostras de lá ficaram entre os 30 melhores cafés do Brasil. É de muita responsabilidade estar representando uma região tão importante na produção de cafés especiais.

E isso é dos motivos que incentiva o Seu João Florentino, que até hoje vai todos os dias para a fazenda, chega no amanhecer e permanece até ficar de noite. Ele cuida, acompanha, instrui e faz acontecer.

Uma agricultura familiar com amor, com carinho, com cuidado, com trabalho fazem a diferença para ter café de excelência.

Sobre o Café

Tanto trabalho em uma região tão frutífera que o sabor do lote do café escolhido aqui veio representar com muita pompa o trabalho da família. Da variedade Catuaí 144, passou pelo processamento natural fermentado.

Na xícara, possui fragrância e aroma de caramelo, lima e flor de laranjeira. No sabor, possui notas de maçã e iogurte com mel. A acidez é cítrica e málica. Possui corpo denso e finalização longa e doce.

E aí? Gostou do que viu?

Não perca tempo e adquira já o melhor café que você já fez.

Quero esse café R$ 29,80

Forma de pagamento

Mastercard
Visa
Amex
Elo
Diners
Hiper